Papel das universidades para a criação de startups é discutido no Fórum do Comung | Universidade Feevale

Papel das universidades para a criação de startups é discutido no Fórum do Comung

04/10/2019 - Atualizado 13h25min

painel

Atividade abriu o evento na manhã desta quinta-feira

O segundo dia do VII Fórum de Gestão e Inovação do Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung) começou com um debate sobre o papel das instituições de ensino superior para o fomento de novas ideias de negócios. O painel Universidades como grandes celeiros de desenvolvimentos de startups aconteceu no Salão de Atos, Câmpus II da Universidade Feevale, em Novo Hamburgo, instituição que sedia o evento, que se iniciou nesta quinta-feira, 3.

Na atividade, os painelistas Igor Drews, da StartSe, Fausto Vanin, da Triider, e Pietra Strassburger Scheffel, da Akitti Acessórios, com mediação de Cátia Maria Nehring, tesoureira do Comung e reitora da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí), apresentaram sua visão sobre a relação entre universidade e novos negócios. Para a diretora de Inovação da Feevale, Daiana de Leonço Monzon, o painel é extremamente importante como oportunidade de escutar a StartSe e as empresas. “Assim, poderemos saber quais movimentos devemos fazer para que tenhamos mais empresas que sejam elencadas por meio da universidade. Nossos parques tecnológicos, lógico, são o começo, a primeira etapa, mas não é só isso. Precisamos trabalhar com nossos alunos, professores, despertar seu interesse, e fazer com que eles, também, se sintam confortáveis em transformar suas ideias em negócio. Isto é o papel da universidade e do parque tecnológico. A junção desses da universidade e do empreendedor está posta aí, com uma empresa do parque tecnológico que está colhendo frutos: a Akitti Acessórios”, comemora.

Pietra

O painel começou, justamente, com a apresentação de Pietra Strassburger Scheffel, fundadora da Akitti Acessórios, que apresentou sua empresa, incubada no Feevale Techpark, parque tecnológico da Feevale. A Akitti desenvolve acessórios modulares, ou seja: o usuário adquire um kit com as peças-base e os adornos e pode ir variando seus brincos, colares, pulseiras e anéis. A ideia surgiu ainda na graduação em Engenharia de Produção e foi amadurecida durante a pré-incubação e incubação no parque. “A pré-incubação foi muito importante para desenvolver o meu produto, e para entender qual seria o meu público, qual estratégia adotar, como fazer a análise de custos e do mercado, e como eu construiria minha marca. O curso de Engenharia de Produção foi essencial para os conceitos de modularidade do produto; já a incubadora proporcionou a base para o meu negócio, e continua a me auxiliar no planejamento estratégico da marca”, afirmou.

Igor

Após, Igor Drews, empreendedor, mentor e investidor que atua junto à StartSe – plataforma que conecta empreendedores, investidores, mentores e empresas para o desenvolvimento de startups – falou sobre a sua experiência e suas impressões na área. Para ele, as startups são experimentos, contrários à velha economia, em que tudo parecia previsível e com baixa incerteza, mas em que as empresas sempre seguiam a mesma fórmula. “Hoje, na nova economia, temos baixa previsibilidade, por isso utilizamos as startups para a disrupção e para soluções rápidas de problemas, pois as barreiras estão reduzidas, os clientes estão em busca de novas experiências e o jogo está sendo ganho por meio da tecnologia. Nesse sentido, faço uma provocação: qual o perfil do professor inovador? Temos que criar profissionais para o mercado de trabalho ou para a nova economia?”, questionou.

Fausto

O último painelista foi Fausto Vanin, professor universitário e gestor da Triider – startup que surgiu incubada na Universidade La Salle –, a qual conecta pessoas que precisam de pequenos trabalhos em suas residências e pessoas que realizam essas tarefas. Para ele, as universidades possuem toda a capacidade de auxiliar o desenvolvimento de negócios inovadores. “Hoje, o papel da universidade é proporcionar uma estrutura fantástica e os recursos para os novos negócios”, completou.

Fórum

Sobre o VII Fórum de Gestão e Inovação do Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung)

O Fórum, que tem como tema A reinvenção da universidade: convivendo com as mudanças, segue com programação até o início da tarde desta sexta-feira, 4. As atividades são voltadas a gestores, estudantes e professores de instituições de ensino, bem como a integrantes de parques tecnológicos, incubadoras e outras unidades que compõem os ambientes de inovação, além de pessoas interessadas na temática, mesmo que não vinculadas às instituições que fazem parte do Comung.

 
Atendimento Feevale Câmpus I De segunda a sexta-feira, das 7h15min às 22h15min. Câmpus II De segunda a sexta-feira, das 8h às 22h15min.
Aos sábados, das 8h às 12h
Câmpus III De segunda a sexta-feira, das 9h15min às 11h30min e das 12h30min às 18h. (51) 3586 8800 falecomafeevale@feevale.br Retornaremos no prazo de 72 horas úteis. Contate-nos
Atendimento Feevale

Os atendimentos presenciais realizados no setor Atendimento Feevale de ambos os câmpus podem ser agendados.

Localização: sala 207 – 2º andar
Horário: de segunda a sexta-feira, das 7h15min às 22h15min
Localização: sala 101 – térreo do prédio Lilás
Segunda a sexta-feira, das 8h às 22h15min
Aos sábados, das 8h às 12h
Localização: sala 003 - pavimento 0 do prédio Sede
Segunda a sexta-feira, das 9h15min às 11h30min e das 12h30min às 18h

Verifique os demais setores que disponibilizam o atendimento agendado.

Saiba mais