Palestra sobre a educação finlandesa abre o Fórum do Comung | Universidade Feevale

Palestra sobre a educação finlandesa abre o Fórum do Comung

03/10/2019 - Atualizado 21h09min

Tema desta edição é a reinvenção da universidade: convivendo com as mudanças

abertura

O diretor de Operações da Finland University na América Latina, Jarkko Wickström, fez a palestra de abertura do VII Fórum de Gestão e Inovação do Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung), que começou nesta quinta-feira, 3, e segue até sexta-feira, 4, no Câmpus II da Universidade Feevale, em Novo Hamburgo. Ele falou para 300 pessoas sobre a educação finlandesa, que é referência mundial.

Wickström está à frente, na América Latina, da Finland University, consórcio que reúne quatro instituições de ensino da Finlândia – Universidade do Leste da Finlândia, Universidade de Tampere, Universidade de Turku e Universidade Åbo Akademi – e congrega as melhores práticas das universidades daquele país.

Segundo ele, é possível construir parcerias, conhecer o modelo e a experiência das instituições finlandesas.

A chave de sucesso está na sala de aula, na seleção e formação inicial de professores e na conexão entre teoria e prática, sempre com foco nas necessidades dos estudantes”, destacou.

Trabalho compartilhado

Antecedendo a palestra de abertura, 40 cantores voluntários que integram o Coro de Câmara da Universidade Feevale fizeram uma apresentação. O grupo compõe o projeto de extensão Movimento Coral Feevale, coordenado pela professora Denise Blanco Sant’Anna. Em agosto deste ano, o Coro de Câmara, que tem regência de Federico Trindade e preparação vocal de Ana Claudia Specht, conquistou o primeiro lugar no II Festival de Corais de Joinville.

Na sequência, o reitor da Universidade Feevale e secretário do Comung, Cleber Prodanov, deu as boas-vindas aos participantes do Fórum, lembrando que esta é a quarta vez que a Instituição sedia o evento.

Pensar o Fórum é pensar numa alternativa para as universidades comunitárias saírem do lugar comum; é pensar numa maneira de cooperar mais e trabalhar menos individualmente; é não pensar no passado, e sim, no futuro; é pensar na inovação e não na maneira tradicional”, disse, acrescentando que é importante que as instituições cooperem, trabalhem juntas e tenham projetos de qualidade e inovadores, para que possam transformar, mudar e se reposicionar.

A reitora da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) e presidente do Comung, Carmem Lúcia de Lima Helfer, afirmou que o Fórum é um exemplo de trabalho compartilhado. Para ela, o papel social, sério e de acesso ao ensino superior realizado pelas instituições comunitárias ainda demanda um trabalho de reconhecimento e de visibilidade.

Temos que fazer mudanças, reinventar as instituições, olhar para o que está acontecendo no nosso entorno e adequar, ajustar e aproximar as universidades do mundo, da vida e do trabalho. Este é um espaço compartilhado e certamente estaremos mais ricos a partir de amanhã por termos trocado vivências e feito reflexões”, destacou.

cleber

carmem

Também falou o presidente da Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe) e reitor da Unochapecó, Claudio Alcides Jacoski, que disse que a entidade está fazendo um processo de desenvolvimento muito efetivo, de participação comunitária, que precisa de um próximo passo, que é a inovação. A vice-presidente do Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras (CRUB) e reitora da Urcamp, Lia Maria Herzer Quintana, salientou que o desenvolvimento de qualquer país passa pelo crescimento do ensino superior. Da mesma forma, o presidente da Associação Brasileira das Instituições Comunitárias de Educação Superior (Abruc), João Otávio Bastos Junqueira, enalteceu a importância da educação e da união das instituições.

Programação

O Fórum, que tem como tema A reinvenção da universidade: convivendo com as mudanças, segue com programação na noite desta quinta-feira, 3, e na manhã de sexta-feira, 4. As atividades são voltadas a gestores, estudantes e professores de instituições de ensino, bem como a integrantes de parques tecnológicos, incubadoras e outras unidades que compõem os ambientes de inovação, além de pessoas interessadas na temática, mesmo que não vinculadas às instituições que fazem parte do Comung. Confira a programação desta sexta-feira:

9h: painel – Universidades como grandes celeiros de desenvolvimentos de startups, com Igor Drews (StartSe), Juliano Murlick (Triider) e Pietra Strassburguer Scheffel (Akitti)

10h: pitch Comung – Como trazer o empreendedorismo para o ensino superior: 15 cases de sucesso

11h: pitch final do Startup Plus University e premiação

12h30min: encerramento, com a diretoria do Comung: presidente Carmem Lúcia de Lima Helfer (reitora da Unisc), 1º vice-presidente Evaldo Antonio Kuiava (reitor da UCS), 2ª vice-presidente Lia Maria Herzer Quintana (reitora da Urcamp), secretário Cleber Prodanov (reitor da Universidade Feevale) e tesoureira Cátia Maria Nehring (reitora da Unijuí)