Rui Spohr, padrinho do curso de Moda da Feevale, morre aos 89 anos | Universidade Feevale

Rui Spohr, padrinho do curso de Moda da Feevale, morre aos 89 anos

30/04/2019 - Atualizado 14h08min

Estilista auxiliou na elaboração do primeiro bacharelado em Moda do RS

O Rio Grande do Sul perde um dos seus maiores estilistas: Rui Spohr faleceu na madrugada desta terça-feira, 30, aos 89 anos. Spohr lecionou, durante sete anos (a partir de 1988), disciplinas de criação e história da moda no curso de Estilismo do Calçado da Universidade Feevale. O estilista era Padrinho do curso de Moda da Instituição, tendo auxiliado na formatação e organização das suas disciplinas, o que culminou na implantação, na Feevale, do primeiro bacharelado em Moda do Rio Grande do Sul, em 2002.  

Rui nasceu Flávio Spohr, em 23 de novembro de 1929, em Novo Hamburgo. Na adolescência, trabalhando na fábrica de calçados do pai, decidiu que faria moda. Estudou Belas Artes na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Aos 22 anos, mudou-se para Paris, França, onde estudou Moda e trabalhou com Jean Barthé, o maior chapeleiro da França. De volta ao Rio Grande do Sul, casou-se com Dóris, que começou como sua assistente e depois se tornou sua administradora. Vestiu misses, primeiras-damas, noivas e debutantes. Compartilhou seus ensinamentos na imprensa, em sala de aula e em seu ateliê, em Porto Alegre.

Em 2017, por ocasião dos 15 anos do curso de Moda da Feevale, o estilista foi homenageado durante o Projeta-me. Spohr tinha doença de Parkinson, e, segundo a família, a causa da morte foi broncopneumonia. O estilista deixa a esposa Dóris Uhr Spohr, a filha Maria Paula Spohr e a neta Antônia Spohr Moro. O velório será no Theatro São Pedro, em Porto Alegre, até as 17h desta terça-feira, 30.