Aula conjunta dos cursos de Direito e Medicina leva inovação aos acadêmicos | Universidade Feevale

Aula conjunta dos cursos de Direito e Medicina leva inovação aos acadêmicos

Ideia é integrar outros cursos

29/04/2019 - Atualizado 15h30min

Na manhã da última quinta-feira, 25, ocorreu a primeira etapa da aula conjunta dos cursos de Direito e Medicina da Universidade Feevale. O evento, que foi organizado pelas disciplinas de Bioética e Biodireito, de Conhecimentos Biofuncionais III e a área de Fisiologia, contou com a participação de duas turmas da Instituição e teve como objetivo proporcionar aos alunos uma abordagem pedagógica multidisciplinar do conhecimento, levando até eles o caso real de Phineas Gage, que trata da mudança de personalidade causada por lesão cerebral, ligado à neurociência.

Nesse primeiro encontro da atividade, ministrada pelo professor do curso de Medicina Gilberto Sanvitto, os alunos aprenderam termos e noções biológicas sobre o caso. Gilberto explica que para a próxima etapa os alunos serão encaminhados para a aula de Direito, para observar os aspectos jurídicos do assunto. “Haverá uma segunda etapa, que vai ser no prédio do Direito, com a professora Márcia Fernandes. Ela vai focar nos aspectos mais jurídicos, legais e éticos do caso, e isso vai ser compartilhado também entre os alunos da Medicina e do Direito”, conta.

A professora do curso de Direito Márcia Santana Fernandes acrescenta que o propósito de levar para a sala de aula um caso que realmente ocorreu é para que não haja dúvidas de que as duas áreas podem trabalhar lado a lado. “A nossa ideia é reunir os alunos para uma discussão sobre o caso, trazendo diferentes perspectivas e como elas podem se complementar ou interagir, e como a gente pode ter uma visão de um caso que é real, nunca um caso hipotético. “Nós temos que lidar com fatos concretos e, a partir disso, teremos condições de ter uma visão um pouco mais integrada do conhecimento”, explica.

O enriquecimento dos alunos com a troca de experiências entre diversas áreas do conhecimento é um dos fatores que destaca a inovação da Universidade, sendo um dos pontos que mais surpreende e agrada os estudantes. Ana Carolina Gomes Silva, acadêmica de Medicina, diz que foi surpreendente essa ligação com uma área jurídica e além de elogiar a iniciativa, espera que atividades como essa ocorram mais vezes dentro do câmpus. “Essa iniciativa é muito legal, algo que vai agregar para os dois lados e ajudar bastante”, afirma.

Luciano Mocelin de Oliveira, acadêmico do curso de Direito, relata seu desejo que essa área de interação evolua cada vez mais e que gere bons frutos para ambas as áreas. “Eu espero que a gente possa trabalhar junto com a Medicina de uma forma mais direta, ajudando tanto na parte dos pacientes quanto na parte médica, podendo auxiliar em possíveis erros que possam acontecer dentro da área da saúde”, destaca.

Essa abordagem inicial é um piloto para que a possibilidade de integração genuína entre cursos venha acontecer. O conhecimento é um só e pode ser tratado de maneira multidisciplinar ou interdisciplinar, agregando a todos.