Professor da Feevale é coautor de guia internacional para validação de métodos | Universidade Feevale

Professor da Feevale é coautor de guia internacional para validação de métodos

22/11/2019 - Atualizado 10h54min

Participação de Rafael Linden consolida o Laboratório de Análises Toxicológicas da Universidade como centro de referência mundial

toxicologia

O professor Rafael Linden, coordenador do mestrado em Toxicologia e Análises Toxicológicas da Universidade Feevale, é um dos coautores da guia oficial da International Association of Therapeutic Drug Monitoring and Clinical Toxicology para o desenvolvimento e a validação de métodos de análises empregando amostras de sangue seco (DBS, dried blood spots), aplicados ao monitoramento terapêutico de fármacos.

Segundo Linden, esse documento estabelece os requisitos necessários para que um método empregando DBS possa ser aplicado clinicamente. O material foi produzido como resultado de um trabalho colaborativo de especialistas do comitê especializado em amostragem alternativa dessa associação, o qual é presidido pelo professor da Feevale.

A guia foi publicada recentemente na revista científica Therapeutic Drug Monitoring, tendo 14 autores oriundos de diferentes países da Europa, além dos Estados Unidos e do Brasil, representado pelo professor Linden.

A participação na autoria desse trabalho consolida a liderança continental do Laboratório de Análises Toxicológicas da Feevale no emprego de amostras de DBS para análises toxicológicas, que o torna um centro de referência mundial nesta aplicação”, afirma.

Livro de referência internacional

Rafael Linden também é coautor, ao lado da professora Marina Venzon Antunes, ambos do mestrado em Toxicologia e Análises Toxicológicas da Feevale, e do professor José Luiz da Costa, da Unicamp, de um capítulo da sétima edição do Handbook of Analytical Separations, da editora Elsevier. O texto Mass spectrometry for the quantification of drugs in biosamples integra a obra, que foi editada pelo professor Georg Hempel, da Universidade de Muenster, da Alemanha.

O livro é uma referência internacional para profissionais e pesquisadores que atuam na área de medicina laboratorial e bionálises. Com foco no monitoramento terapêutico de fármacos e farmacogenética, a obra conta com a participação de cerca de 30 autores da Europa, Ásia e América do Norte, além dos três autores brasileiros, todos especialistas de referência internacional em suas áreas de atuação.

Segundo Linden, o convite para participar do grupo de autores dessa obra representa um reconhecimento internacional da contribuição científica da Universidade Feevale à área das análises toxicológicas e, particularmente, do uso da espectrometria de massas em bioanálises.

O Laboratório de Análises Toxicológicas da Feevale possui quatro sistemas de espectrometria de massas, tendo contribuído para a publicação de aproximadamente 100 artigos científicos nos seus 13 anos de existência”, destaca o professor.