Aulas da Escola de Aplicação seguem na ativa com o uso de plataformas digitais | Universidade Feevale

Aulas da Escola de Aplicação seguem na ativa com o uso de plataformas digitais

20/03/2020 - Atualizado 23/03/2020 11h27min

Instituição reprogramou o formato das atividades presenciais na última quinta-feira, 19

aluno da escola

Em meio ao surto de Coronavírus, a Escola de Aplicação Feevale reprogramou as aulas, desde a última quinta-feira, 19. As atividades presenciais passaram a ser ministradas por meio do ambiente virtual de aprendizado (AVA), pela plataforma Blackboard, de forma adaptada para todos os níveis de ensino, principalmente para os alunos da Educação Infantil e etapas iniciais do Ensino Fundamental, que necessitam da supervisão dos familiares para o uso das ferramentas.

Para os alunos das últimas etapas do Ensino Fundamental e do Ensino Médio e Técnico, foram disponibilizadas todas as ferramentas que são usadas, também, na Graduação e Pós-graduação da Universidade Feevale, inclusive o Collaborate (ferramenta de web conferência do Blackboard), que permite a aula ao vivo com interação entre aluno e professor. Além do contato e visualização instantâneos, ela permite a todos conversarem e questionarem no chat, sendo que o docente pode compartilhar a tela para explicações, demonstrações e correções de atividades.

A Escola de Aplicação trabalha com habilidades e competências por meio de projetos e aulas interdisciplinares. Com a migração das aulas presenciais para o ambiente virtual de aprendizagem (AVA), os professores adaptaram as ferramentas dispostas, de forma que cada ciclo e turma tivessem suas pesquisas relativas aos projetos e demais atividades realizadas em casa sem nenhum prejuízo à aprendizagem e ao desenvolvimento das habilidades dos estudantes.

Além disso, os docentes criaram a Escola Feevale Digital, uma espécie de “sala virtual” onde os professores e alunos de cada etapa de ensino podem acessar o mesmo ambiente virtual, e não cada professor em sua disciplina. Assim, foi feita a organização das pastas dos projetos, a qual, diariamente, o estudante acessa e realiza as tarefas propostas. Nessa plataforma, os professores estão trabalhando com todos os recursos, como fórum de discussão, diário e demais funcionalidades.

estudante

A diretora da Escola de Aplicação explica que está sendo um grande desafio a elaboração das aulas para a Educação Infantil e etapas iniciais do Ensino Fundamental, mas que todas as atividades estão fluindo normalmente. “Todos os professores estão se saindo muito bem e a participação dos estudantes estão superando nossas expectativas. Eles estão interagindo ativamente na plataforma virtual”, afirma.

A pró-reitora de Ensino da Universidade Feevale, Angelita Renck Gerhardt, destaca que o uso das ferramentas virtuais e a presença das famílias no processo de aprendizagem, em especial neste momento, é fundamental. “Tem sido uma experiência extraordinária para todos nós, fomos desafiados a criar alternativas viáveis para esse momento e temos conseguido superar nossas próprias expectativas”, finaliza.

A professora da Escola de Aplicação, Geraldine Thomas da Silva Juchem, fala que está contente com as aulas virtuais e com o desenvolvimento das aprendizagens.

Agora, trabalhando com o Blackboard mais efetivamente, eu percebo que existem muitas ferramentas interessantes, inclusive nós professores já estamos pensando em continuar utilizando várias delas, na volta das aulas presenciais. Estamos vendo uma participação muito grande dos alunos, é uma motivação, eles estão animados fazendo as atividades e nós também, nos desafiando a criarmos atividades e transformando as que eram para um momento presencial para esse ambiente virtual”, disse a docente.

Para os alunos, a experiência de utilizar o ambiente virtual de aprendizagem (AVA) é nova, visto que não costumam utilizar frequentemente a plataforma Blackboard, como os acadêmicos da Universidade.

Estou gostando bastante dessa forma de estudar, é muito interessante”, afirma Letícia Eduarda de Souza Antunes, aluna da 1ª etapa do 1º ciclo do Ensino Médio.

Estou achando uma experiência muito legal. Os professores mandam atividades variadas e, também, temos o chat on-line, que dá para perguntar e tirar dúvidas”, diz Pedro Henrique Muller Schons, da 2ª etapa do 3º ciclo do Ensino Fundamental.

A experiência nas aulas virtuais está sendo positiva, é algo novo não só para mim, mas como para os outros colegas. Até o momento não tive nenhuma dificuldade na plataforma e procuro auxiliar os colegas que precisam”, finaliza Willian Oliveira da Silva, estudante da 1ª etapa do 1º ciclo do Ensino Médio.


Redes sociais auxiliam no andamento das aulas
Além do Blackboard, plataformas como WhatsApp, Instagram e YouTube estão sendo utilizadas pelos docentes da Escola de Aplicação. Na manhã desta sexta-feira, dia 20, o professor José Luiz Domingues Gularte realizou uma live no Instagram da Escola, ensinando técnicas simples de como tocar violão, bem como entreteve o público que estava assistindo, cantando algumas músicas. A iniciativa tem como objetivo disponibilizar conteúdo e entretenimento para os estudantes e para a comunidade.