Projeto da Escola de Aplicação permite integração com alunos do México | Universidade Feevale

Projeto da Escola de Aplicação permite integração com alunos do México

19/11/2020 - Atualizado 15h02min

Atividade trabalha a reflexão dos estudantes sobre o que eles veem além das janelas de suas casas

alem da minha janela

A Escola de Aplicação Feevale lançou, em outubro, o projeto Além da minha janela. A atividade visa instigar os estudantes a refletirem sobre diferentes situações sob diversos ângulos e olhares. Os estudantes foram convidados a filmar e fotografar as paisagens que estão à frente das janelas de suas casas e apresentar aos colegas o que eles veem além dessas janelas. O trabalho interdisciplinar é realizado nas áreas de Inglês, Espanhol, Artes, Geografia e Língua Portuguesa.

Ao longo do projeto, os alunos trabalharam nas poesias de Mário Quintana e conheceram o livro Da Minha Janela, de Otávio Júnior. Grasielle Wazlawick, professora da Escola, esteve no México durante a primeira parte do projeto e fez lives diretamente da Cidade do México para mostrar aos alunos o local sob o olhar dela, além de apresentar pontos turísticos do lugar.

Essas transmissões motivaram ainda mais os estudantes, permitiu que fizessem relações entre as paisagens que estavam percorrendo comigo, as que lhes são familiares e as que estão estudando no projeto”, comenta a docente.

“O projeto Além da minha janela convida para a experiência do olhar, olhar para fora e enxergar para dentro de nós, olhar pelo melhor ângulo que pudermos capturar. Capturar o quê? Sonhos, momentos, aquilo que suspende o tempo, a emoção, o sorriso de alguém, as cores, um universo de possibilidades que cabem ou transbordam a alma”, completa a professora Vanderléia Muller Schons.

Nos dias 20 e 27 de novembro, os estudantes da Escola de Aplicação terão momentos de interação com estudantes da Escuela Preparatoria Juan Alonso de Torres, do México. Essa integração permitirá que os discentes de ambas instituições possam apresentar as suas visões diante das janelas de suas casas. “O vínculo com outros países é importante porque facilita a aprendizagem do idioma pela interação e amplia o olhar do estudante. Essa troca que acontece favorece o respeito e a valorização da cultura do outro e da sua própria cultura”, finaliza Grasielle.