Nova gestão da APP da Escola de Aplicação quer integrar as famílias ao processo de ensino | Universidade Feevale

Nova gestão da APP da Escola de Aplicação quer integrar as famílias ao processo de ensino

09/07/2019 - Atualizado 15h01min
Eleita há pouco mais de um mês, a nova presidente da Associação de Pais e Professores (APP) da Escola de Aplicação Feevale, Alexandra Follmann Baldauf, fez uma visita ao reitor da Universidade Feevale, Cleber Prodanov. Também participaram do encontro a pró-reitora de Ensino, Angelita Renck Gerhardt; a diretora da Escola, Janine Vieira; as coordenadoras pedagógicas Janaína Regra e Alessandra Niederauer; e o coordenador de Marketing da Instituição, Gabriel Daudt.

Segundo a presidente da APP, a atual gestão tem como meta aproximar as famílias da Escola, promovendo a integração das mesmas com o processo de ensino, com base na colaboração de todos e no compartilhamento de ideias. “Queremos agir em parceria (família e escola), desenvolvendo ações que sejam verdadeiramente capazes de melhorar o rendimento dos estudantes. Acreditamos que pais ativamente participativos geram melhores resultados na vida de seus filhos, pois estes se sentem amados e apoiados pelos seus responsáveis e, consequentemente, imprimem mais esforço e dedicação aos seus estudos, além de todas as questões psicoemocionais envolvidas no processo”, afirma.

Outra meta da APP, segundo Alexandra, é divulgar a metodologia e as potencialidades da Escola de Aplicação para a comunidade. Também integram a gestão da entidade: Cibele Cristina Pacheco (vice-presidente), Elisa Weidle de Araújo (1ª secretária), Daiane de Figueiredo Mattje (2ª secretária), Ana Cristina Zimmer dos Reis (1ª tesoureira) e Kátia Liane da Rosa (2ª tesoureira). 

Na opinião do reitor, a Escola de Aplicação é muito importante, não somente para a Feevale, mas também para a sociedade. “A Escola tem autonomia, é dinâmica, e nela é possível integrar o que a Universidade tem trabalhado com as necessidades reais da vida dos estudantes e professores. Ao mesmo tempo em que se apoia quem está aprendendo e se formando professor, ocorre a transferência de tecnologia e conhecimento inovador para alunos da Escola, através da própria universidade”, destaca Prodanov, lembrando, ainda, a implantação, na Instituição, de metodologias e tecnologias da Finlândia, país referência em educação.