Universidade Feevale está preparada para o segundo semestre letivo | Universidade Feevale

Universidade Feevale está preparada para o segundo semestre letivo

10/06/2020 - Atualizado 19h48min

Instituição adota medidas para garantir a segurança da comunidade acadêmica

campus

Ante a perspectiva de retomada das aulas presenciais no segundo semestre, a Universidade Feevale, já está preparada para dar continuidade ao ano letivo. Em meio ao plano de ações para o enfrentamento à Covid-19, a Instituição continua verificando as demandas que surgem a cada dia e buscando soluções para proporcionar segurança à comunidade acadêmica.

Na próxima segunda-feira, 15, recomeçarão as atividades práticas, mas a Instituição está com atenção diferenciada para cada aluno integrante do grupo de risco e seu núcleo familiar.

Os professores e coordenadores de curso estão analisando todos os casos e possibilidades de atendimento aos estudantes que não poderão retornar”, afirma a pró-reitora de Ensino, Angelita Renck Gerhardt.

Em relação ao segundo semestre, a pró-reitora diz que, pelo desenrolar da situação epidemiológica, o distanciamento social pode ser mantido por algum tempo. “Dependemos de autorização do Ministério da Educação para a manutenção das aulas síncronas. Mesmo assim, estamos preparados para o retorno parcial”, aponta Angelita.

O reitor da Feevale, Cleber Prodanov, lembra que o planejamento foi feito com base nas recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e dos governos municipal, estadual e federal, e seguem as diretrizes do Comitê Operativo de Emergência (COE) do MEC. “Já sabemos qual o limite que teremos em cada sala, laboratório e estabelecimento comercial instalado nos câmpus e, a partir de mudança no layout, organizamos todos os espaços para receberem 50% da capacidade”, destaca.

Entre outras medidas, estão sendo trocados os desktops para que câmeras possam transmitir ao vivo as aulas para quem não puder comparecer, quando autorizado. Também está sendo criada a figura do aluno mediador, que ajudará o professor na comunicação com os colegas que estiverem em casa durante a aula síncrona, recebendo, para isso, horas complementares.

Além disso, quando as aulas presenciais retornarem, os procedimentos de segurança que hoje já são adotados permanecerão, de forma a cumprir as regras de distanciamento físico. É o caso, por exemplo, da obrigatoriedade do uso de máscaras, da verificação da temperatura corporal das pessoas que acessarem a Instituição, da distribuição de álcool gel nas áreas de maior circulação e da desinfecção dos espaços.

Neste momento, flexibilidade e empatia são as palavras de ordem, ou seja, precisamos olhar cada caso e pensar na melhor solução possível. Dessa forma, pedimos a compreensão e colaboração de todos para que, juntos, possamos sair dessa pandemia ainda mais fortes”, finaliza Prodanov.