Apoio à Leme: Feevale doa microcomputadores à entidade | Universidade Feevale

Apoio à Leme: Feevale doa microcomputadores à entidade


Na última quinta-feira, 6 de junho, a Universidade Feevale formalizou a doação de cinco microcomputadores e cinco monitores para a Associação dos Lesados Medulares do Rio Grande do Sul (Leme).  Durante a entrega, que aconteceu nas dependências da entidade, no bairro Rio Branco, em Novo Hamburgo, também foi assinado um convênio que visa oferecer à Leme, por meio do Instituto de Ciências da Saúde, serviços em parcerias com projetos das áreas de Quiropraxia, Fisioterapia, Enfermagem e Educação Física.
 
Conforme o reitor, Cleber Prodanov, as necessidades da Leme foram constatadas em uma visita recente à entidade, atestando que a parceria pode render bons frutos a ambos. “É uma parceira muito importante para nós, pois possibilita a formação do nosso aluno e profissional, trazendo experiências que, muitas vezes, dentro da universidade ou de ambientes hospitalares, não são possíveis. Então, todos ganham. Além disso, nossos profissionais da área da Saúde poderão executar, dentro da Leme, intervenções pontuais, e tudo isso resultará em uma melhor integração dos nossos profissionais e um atendimento melhor a esse grupo”, disse.
 
“É uma honra pra Leme poder contar com essa parceria da Feevale. E, hoje, estamos recebendo uma leva de equipamentos que vai capacitar os cadeirantes e os demais integrantes. Além disso, foi importante para nós a assinatura do convênio, pois vai estender várias iniciativas da Universidade para dentro da rotina da Leme”, ratificou Davi Teixeira, embaixador da Leme. O evento contou, também, com a presença da diretora de Relações Internacionais e Institucionais da Feevale, Paula Casari Cundari; do diretor do Instituto de Ciências da Saúde, César Augusto Teixeira; e da pesquisadora Jacinta Sidegum Renner.
 
 
 

Sobre a Leme

A Associação dos Lesados Medulares do RS (Leme) é uma associação civil filantrópica, sem fins lucrativos, de natureza assistencial aos portadores de deficiência medular. Foi fundada em 1º de novembro de 2002 e sediada na cidade de Novo Hamburgo, por um grupo de lesados medulares que não encontravam o apoio e serviços necessários à sua nova condição de vida e saúde.
 
Há cerca de três anos, a Leme ampliou seu atendimento à outras deficiências físicas, bem como aos cuidadores e familiares. A entidade realiza seu trabalho sem distinção, de forma gratuita, permanente e continuada e disponibiliza sua infraestrutura e serviços com profissionais capacitados à disposição, como, por exemplo, assistente social, fisioterapeuta, psicóloga, nutricionista e diversos voluntários.