A vitória da família hamburguense Löser na água | Universidade Feevale

A vitória da família hamburguense Löser na água

25/10/2019 - Atualizado 15h39min

Familia

Você já se imaginou passando por uma situação de risco na água? Provavelmente não. Mas, foi assim que começou, depois de um afogamento, que a história de paixão da família Löser pela natação. Seu Roberto, o patriarca, foi quem passou por essa situação, na adolescência, em Dois Irmãos, no Vale do Sinos. O tempo passou e o trauma continuou a fazer parte da sua vida, principalmente depois do casamento com Sandra e com o nascimento dos filhos, Lucas e Jéssica. Nesta semana, a atleta campeã gaúcha universitária representa o Programa Esporte Universitário da Universidade Feevale e o Estado do Rio Grande do Sul na etapa final de 2019 dos Jogos Universitários Brasileiros 2019, os JUBs.

Jéssica viajou para a capital baiana na terça-feira, 22, e entrou na piscina nesta quinta-feira, 24, para buscar os índices para disputar as finais, que ocorrem no sábado. Ela competirá nas cinco provas em que faturou o ouro nos Jogos Universitários Gaúchos, JUGs, realizados no mês de junho no Estado: 50, 10 e 200 metros livres, além dos 50 e 100 metros costas. Mais preparada que as edições finais da competição nacional, o objetivo dela é brigar por medalha.

Nos últimos anos, o desempenho foi aquém do desejado. Acredito que neste ano a minha preparação foi melhor, por isso, meu objetivo é chegar às finais dos JUBs e subir ao pódio”, declara.

Jessica

O retrospecto deste ano é bastante positivo para a nadadora, que além das medalhas nos JUGs, que lhe deram a vaga para os JUBs, ela conquistou medalhas em importantes competições estaduais do calendário adulto. Pela primeira vez na carreira, Jéssica, que se espelha em atletas da seleção brasileira como Etiene Medeiros, e no ídolo Cesar Cielo, participou do Troféu Maria Lenck, uma das competições mais importantes do calendário brasileiro da modalidade.

Foi um momento mágico para mim, poder ver os meus ídolos de perto, aprender e nadar com eles. JUBs também é uma competição de alto rendimento e quero colocar em prática tudo o que aprendi no Maria Lenck”, destacou.

Além da referência dos ídolos, é no irmão o espelho mais próximo. “Começamos a treinar juntos faz cinco anos. Mas, o mais importante é que um sempre fica motivando a continuar a evoluir”, refere-se Jéssica. Apesar de ser a única da família a não saber nadar, a mãe Sandra é só elogios aos filhos e à rotina desgastante de treino e competições.

Os melhores amigos deles são da natação; eles aprenderam muita coisa e construíram relações saudáveis por este ser um esporte diferente dos outros”, enfatiza ela.

Mas não são as medalhas e as subidas ao pódio que fazem a alegria da família. O acidente do passado transformou a piscina no elo de amor e de união da família Löser.

Esse é ó sinônimo de vitória para a gente”, ressalta seu Roberto.