Processos Midiáticos e Apropriação dos Meios de Comunicação | Universidade Feevale

Processos Midiáticos e Apropriação dos Meios de Comunicação

Este grupo, oriundo do reformulado Grupo de Pesquisa em Comunicação e Cultura, representa um desdobramento do mesmo e, além disso, dinamiza-se e complexifica-se em função de vínculos dos seus pesquisadores com várias instituições e entidades nacionais e internacionais, a saber:

- Programa de Pós-Graduação em Diversidade e Inclusão (Universidade Feevale), que conta com duas pesquisadoras deste Grupo de Pesquisa em seu corpo docente.

 - Mestrado em Processos e Manifestações Culturais (Universidade Feevale), devido à atuação no mesmo de duas de seus quatro pesquisadores. 

- Universidade Mayor do Chile, em função do MBA em Comunicação Estratégica y Branding, curso oferecido na Universidade Feevale e na Universidad Mayor do Chile, contando com corpo docente proveniente dessas duas universidades, além de oriundos da Universidade de Alicante (Espanha) e de Leiria (Portugal). Este curso, viabilizado pela diretoria de Relações Internacionais da Universidade Feevale, aqui representado por uma das pesquisadoras, conta com 2 componentes em seu corpo docente. 

- Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura (ABCiber). Este grupo conta com uma pesquisadora que compõe a atual diretoria desta Associação (Gestão 2011-2013). 

- Agência de Notícias dos Direitos da Infância (ANDI) com o apoio do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo (FNPJ), o programa InFormação tem por objetivo ampliar as possibilidades de qualificação dos futuros profissionais de Comunicação para a cobertura das temáticas sociais, especialmente as relativas aos direitos humanos de crianças e adolescentes. Uma pesquisadora do grupo orientou uma acadêmica contemplada com bolsa de estudos no programa discutindo o tema criança, consumo e mídia.

 - Núcleo de Estudos de Mídia, Educação e Subjetividade (NEMES), vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Uma das pesquisadoras do grupo participa como colaboradora deste núcleo desde 2008. 

- Rede Nacional de Observatórios de Imprensa (RENOI) surgiu em 2005 para reunir iniciativas de crítica de mídia dentro e fora da academia. Seu objetivo é contribuir para o aperfeiçoamento da mídia brasileira e o desenvolvimento das relações entre sociedade e meios de comunicação. Um programa de rádio (Mídia em Foco), que integra um dos projetos que compõem esse Grupo de Pesquisa,  faz parte desta rede e, com isso, compartilha de seus objetivos.

Linhas de Pesquisa

Comunicação Corporativa e Práticas de Consumo Midiático

Analisar e problematizar as diferentes práticas de consumo a partir da apropriação das mídias contemporâneas. Proporcionar a identificação das e a reflexão sobre as transformações emergentes do cenário de Comunicação Corporativa quanto às apropriações dos meios e suas consequências nas práticas de consumo. Propiciar condições favoráveis para que a comunidade acadêmica e externa interfira de forma inovadora e ética sobre este cenário em constante mutação.


Jornalismo e Convergência dos Meios

Promover estudos avançados em jornalismo e convergência de meios. Integrar o GP às mais importantes redes de produção nacionais e internacionais. Promover eventos científicos,participar de conclaves nacionais e internacionais na área de Jornalismo e Estudos de Mídia e Crítica de Mídia.

Mostrando resultado do filtro:
Projetos em Andamento

Projetos de Pesquisa em Andamento

Título do Projeto:

CRIANÇA, MÍDIA E EDUCAÇÃO: AMPLIANDO O DEBATE SOBRE EMPATIA E DIREITOS HUMANOS

Líder do Projeto:

SARAI PATRICIA SCHMIDT

Título do Projeto:

Estudos de performance como estudos de software: as selfies como performances mediadas

Líder do Projeto:

SANDRA PORTELLA MONTARDO

Líder do Grupo

Sandra Portella Montardo

Pesquisadores

Marcos Emilio Santuario



Paula Casari Cundari



Saraí Patrícia Schmidt

CNPq

Logo CNPq
O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) é uma agência do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) destinada ao fomento da pesquisa científica e tecnológica e à formação de recursos humanos para a pesquisa no país. Sua história está diretamente ligada ao desenvolvimento científico e tecnológico do Brasil contemporâneo.